• (27) 98157 0018
  • (27) 3329 5599
  • Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Células solares impressas

Pesquisadores canadenses criaram uma técnica que permite fabricar células solares flexíveis por impressão, em um processo produtivo tão simples e barato quanto imprimir um jornal.

A equipe eliminou um obstáculo crítico de fabricação de uma classe emergente de geradores solares chamados células solares de perovskita, que recentemente mostraram ter eficiência para competir com as células de silício.

Esta tecnologia solar alternativa promete painéis solares de baixo custo, impressos na forma de folhas flexíveis, que permitirão transformar quase qualquer superfície em um gerador solar.

It’s located in the State of Piauí in Brazil. When in operation, it will be the biggest solar plant in Latin America. We talk about it with the Project Manager, Tommaso Quadrini.

The immense Nova Olinda solar farm is finally starting to take a definite shape. After launching construction last June, the Enel Green Power team installed the first solar panel at the plant, which is located in Ribeira do Piauí, a small town in the State of Piauí in northeast Brazil, a few days ago.

Com 220 metros de altura, esta é a turbina eólica mais poderosa do mundo.

Criar turbinas eólicas mais eficientes é o primeiro passo para elevar a produção de energia renovável através dos ventos. Há alguns anos os desenvolvedores têm trabalhado em busca de uma turbina de 10 MW. Este objetivo está cada vez mais próximo. Em dezembro de 2016, um dos exemplares alcançou 9 MW.

O feito foi obtido pela V164, de 9MW, da empresa dinamarquesa MHI Vestas Offshore Wind, que alcançou 216 mil kWh em 01 de dezembro de 2016 e foi considerado um recorde mundial de energia eólica gerada por uma turbina em um período de 24 horas.

A ideia é ignorar os combustíveis fósseis em sua industrialização - e pular direto para a energia solar e eólica.

A parte mais pobre do planeta pode estar prestes a dar um baile ecológico nos mais ricos. As 47 nações com menos dinheiro no mundo pretendem, até 2050, usar apenas energias 100% renováveis.

A meta surgiu durante a Conferência sobre Mudanças Climáticas da ONU, que terminou no último dia 18, no Marrocos. O evento discutiu quais serão os próximos passos depois que o mundo inteiro se comprometeu a reduzir as emissões de carbono, por meio do Acordo de Paris – que tem como objetivo não deixar a temperatura da Terra subir mais do que 2ºC até o fim do século.

Rivais no mercado, parceiras fora dele. Chevrolet e Honda podem disputar a tapa as vendas de veículos em boa parte do mundo mas se aliaram para desenvolver sistemas de propulsão limpos. Parte de um acordo assinado em 2013, os dois gigantes da indústria vão trabalhar em conjunto para desenvolver sistemas de células de combustível de hidrogênio que, nas próximas décadas, serão fonte de energia para os modelos de japoneses e norte-americanos.

As duas estão investindo US$ 85 milhões na criação da Fuel Cell System Manufacturing, LLC, empresa que funcionará junto à fábrica de baterias da GM, em Brownstown, estado de Michigan. A ideia é encontrar formas de reduzir os custos de fabricação e viabilizar o uso das células de hidrogênio em escala comercial – o gás pode ser obtido a partir de fontes renováveis como a energia eólica e a biomassa e seu único resíduo depois da combustão é o vapor d’água. “Com o sistema de células de combustível de última geração, a GM e a Honda estão dando um importante passo em direção a custos menores e produção de maiores volumes de sistemas de células de combustível. Metais raros já foram drasticamente reduzidos e uma equipe multifuncional está desenvolvendo processos de fabricação avançados simultaneamente a melhorias em design”, explica Charlie Freese, diretor-executivo da GM na “Fuel Cell Manufacturing System”.

“O resultado é um sistema com menor custo que tem uma fração do tamanho e massa”.

Fonte: http://www.seminovosbh.com.br/noticias/honda-e-gm-apostam-em-alianca-por-energia-limpa/